Problema ou Oportunidade?

Quando você se depara com um problema, qual seu primeiro pensamento?


Antes de começar, vamos trazer a definição de problema segundo o dicionário Michaelis:

  1. Tema, em qualquer área do conhecimento, cuja solução ou resposta requer considerável pesquisa, estudo e reflexão;

  2. Questão levantada para inquirição, consideração, discussão, decisão ou solução;

  3. Dificuldade ou obstáculo que requer grande esforço para ser solucionado ou vencido;

  4. Situação conflitante; dificuldade;

Essas definições são negativas ou nos mostram alguma dificuldade? Pense um pouco…

A maior lição que temos que entender é que os problemas que encontramos podem ser os melhores presentes que acontecem em nossa vida!

Por que? O problema é uma grande oportunidade de crescer, tanto pessoal quanto profissionalmente. Resolver um problema é aproveitar uma chance de mostrar sua competência no trabalho seu valor como profissional, seu “rebolado” com as situações adversas ou uma oportunidade de ganhar mais dinheiro.

Para tangibilizar, vamos imaginar uma situação: Já faz mais de 2 anos que você não leva seu carro ao mecânico para realizar a manutenção preventiva, sempre achou que era jogar dinheiro fora. Mas em um belo sábado, ao sair de casa para ir ao cinema, seu carro simplesmente para e não pega mais. Quando você olha para o lado, existe uma oficina com um mecânico na porta, ao visualizar sua situação o primeiro pensamento que passa na cabeça do mecânico é: “Opa, mas que bela oportunidade”.

Foto de Pavel Danilyuk no Pexels

Mas uma oportunidade para o que? Uma boa oportunidade de se mostrar uma pessoa especial, de te conquistar para o resto da vida e lógico, de ganhar um dinheiro extra que não estava planejado.

Antes de continuar, não pense que o mecânico é uma má pessoa que vai se aproveitar de uma situação para ganhar dinheiro, é o trabalho dele, e ninguém trabalha de graça não é mesmo?

No mundo em que vivemos irá ter sucesso quem sabe trabalhar para resolver os problemas dos outros, sejam eles seus clientes, seus superiores ou seus colaboradores. Quando uma empresa decide promover um profissional, quem é o candidato que sai na frente? Não pense duas vezes, será aquele que sempre resolveu os problemas ou se mostrou dedicado a tentar e resolver os desafios que apareceram.

E como ser essa pessoa? Depende de alguém? NÃO!!!

Depende apenas de você! Sobre qualquer aspecto da vida, você é quem decide se está dentro ou fora do jogo. É preciso que você esteja em campo jogando, batalhando com sua equipe, pois vocês fazem parte do mesmo time. Enquanto a maioria das pessoas, prefere assistir o jogo da arquibancada, para não correr o risco de ser criticada em caso de derrota.


E mesmo na derrota você é vencedor, pois a avaliação das pessoas que estavam com vocês levará em conta sua atitude, seu exemplo, de como você bateu de frente no problema e independente do resultado, você tentou e aprendeu com isso!


Toda essa força e essa garra são mais vistas em profissionais mais jovens, pois após algum tempo os profissionais tendem a querer ficar mais afastado das dificuldades, e existem pessoas que querem um cargo de chefia por pensarem que assim poderão fugir dos problemas, um belo engano (não seja essa pessoa).

Hoje você é muito mais avaliado pelos resultados que entrega no presente, e não por sua história do passado.

Para finalizar, uma reflexão de Roberto Shinyashiki:

Será que poderia existir sucesso ou êxito se não existissem problemas ou obstáculos a serem resolvidos? Será que o sucesso e o êxito não são exatamente o resultado de se vencer o que todos consideram dificuldades? Há um aspecto curioso em relação à palavra êxito. Ela vem do latim exitus e significa saída, ou seja, um desfecho positivo, a solução de algo, a transposição de alguma adversidade. É a tal da luz no fim do túnel.


Para vencer na vida, é necessário muita dedicação ao processo de fazer sumir as preocupações da vida dos outros!


Então, a partir de hoje, quando surgir um problema, quero que vocês fiquem felizes pois você acaba de ganhar oportunidades profissionais:

Mostrar seu valor; Ser um profissional melhor; Melhorar sua empresa; Ganhar mais dinheiro;

Ótimas oportunidades para vocês!!

Abraços,

Felipe Szuster https://www.linkedin.com/in/felipeszuster/

Referências:

COLLINS, Jim. Empresas feitas para vencer. Rio De Janeiro, 2006.

SHINYASHIKI, Roberto. Problemas, Oba! . São Paulo, 2011

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo